Dicas para quem quer abrir um e-commerce de moda

Data de publicação: 29/12/2020

Já está claro pra gente que as pessoas estão cada vez mais trocando as compras presenciais por compras online, e é claro que isso não seria diferente no nicho de moda! Se você está pensando em montar um e-commerce de moda, continue lendo para saber mais sobre esse nicho que está em crescimento exponencial.

Um novo público para o e-commerce de moda

Com a pandemia e o isolamento social, todos nós começamos a repensar o que e a forma como consumimos. Muitas pessoas que nunca haviam sequer cogitado em fazer compras online começaram a ver o ecommerce como uma opção viável. E por mais que isso seja vantajoso, é necessário que a gente volte o nosso olhar para esse público que não tem intimidade com as compras online e que está cheio de dúvidas!

Por isso é importantíssimo que você deixe tudo muito claro e explicado sobre como comprar, quais as medidas da roupa e que pode haver alterações na tonalidade da peça.

Deixar claro e a vista os direitos do consumidor ao comprar online também pode tranquilizar alguns clientes mais desconfiados que ficam com medo de comprar, não gostar e acabar tendo que ficar com a roupa.

Além disso, o que temos visto que dá muito certo é manter um contato um pouco mais próximo com esses clientes através do WhatsApp, por exemplo. Dessa forma você consegue enviar fotos reais do produto, vídeos que mostrem o caimento da peça ou até mesmo vídeos mostrando a textura do tecido. Tudo isso serve para tranquilizar o cliente inexperiente em compras online.

Informações claras e precisas

Não é só para o cliente inexperiente que passar as informações corretamente é importante. Se você está na fase de criação do seu e-commerce de moda, considere criar uma página de “como comprar”, mostrando em vídeo ou em fotos o passo a passo de compra.

Além disso, deixar claro informações sobre o direito de arrependimento e como funciona a troca das peças, também pode deixar todos os clientes mais tranquilos. Todas essas informações podem ficar numa parte específica do site, como no FAQ por exemplo. Assim você evita ser repetitivo, mas deixa as informações às claras para o consumidor.

Pontos importantes específicos para um e-commerce de moda

Quando falamos de moda estamos falando de bem estar, auto cuidado e auto estima. Quando vamos a uma loja e experimentamos uma roupa, temos uma vendedora ao nosso lado que pode nos ajudar a combinar looks, dizer o quanto aquela roupa ficou bonita, etc. Já no online perde-se um pouco isso, o que resulta em uma menor conversão de vendas.

Pense em maneiras de resgatar isso. Invista algum tempo na parte de “produtos recomendados” do seu site, focando em algo personalizado para aquele cliente. Se o seu cliente fez login no seu site, que tal mostrar pra ele peças que tenham a ver com a ultima compra dele? Ou peças que sigam o mesmo estilo, que estejam disponíveis na mesma numeração?

Outra coisa legal é deixar roupas que combinem entre si na parte de “Você também pode gostar de”, além de deixar o WhatsApp preparado para enviar fotos de combinações para a cliente, aumentando assim o seu ticket de vendas.

Se especializando em um nicho

Uma forma bem legal de ganhar dinheiro com ecommerce de moda é trabalhar com nichos específicos. Como estamos falando de vendas online, já não temos mais a barreira geográfica e por isso é interessante apostar em nichos que não fariam sentido de serem vendidos presencialmente.

Você pode pensar em moda evangélica, moda modesta, moda plus size, moda para pessoas com nanismo, moda para pessoas muito altas, moda para nerds, e o que mais a sua criatividade mandar.

Ao montar uma loja especializada, você estará reduzindo o seu público alvo, mas aumentando – e muito – a sua taxa de conversão!

Gerando conteúdo de qualidade

Outro ponto importante é gerar conteúdo, principalmente se você estiver apostando em lojas especializadas. Falar um pouco sobre como seu público se veste, sobre as regras dessa “tribo” e também um pouco do dia a dia dessas pessoas é bem interessante.

E se você está tentando criar uma aproximação com o seu público, pode ser legal trabalhar com as redes sociais de forma bem pessoal, mostrando um pouco do seu dia a dia, como as coisas funcionam não só na loja, mas também na sua casa e na sua família.

Contratando influencers

Se você faz parte do time das pessoas que preferem não aparecer nas câmeras, pense na possibilidade de contratar alguns influencers para serem a cara da sua marca. Eles já fazem todo o trabalho de mostrar o dia a dia deles, então na verdade a única adição seria fazer o que eles já fazem usando as suas roupas. Essa é uma ótima forma de aumentar o engajamento da marca e vender ainda mais.

Pesquisa de mercado

O nicho de moda muda muito rápido, por isso é importantíssimo que você esteja sempre atualizado! Cheque as tendências e mantenha seu estoque organizado para sempre vender para o seu cliente o que ele está buscando naquele momento.

Se você não faz a sua pesquisa de mercado, acaba ficando à mercê do que os seus concorrentes estão vendendo e publicando, o que pode te fazer perder muitas vezes.

Por exemplo, já está sendo falado por aqui que na moda outono inverno estará em alta as animal prints, mas você, por alguma distração não se atentou a isso e acabou não comprando nada de animal print para sua loja.

Você só vai se tocar que está na época do animal print quando vir seus concorrentes vendendo peças com essa estampa na loja deles. Mas aí, até você entrar em contato com os seus fornecedores, comprar as peças e aguardar a chegada delas, pode ser que você já tenha perdido muito dinheiro!

Manter-se atualizado e prever as tendências é uma das tarefas mais importantes de quem tem um ecommerce de moda!

Você já tem um e-commerce ou está montando um? Gostou das nossas dicas? Se você ficou com alguma dúvida basta deixar um comentário abaixo. Será um prazer te ajudar. E se você conhece alguém que poderá gostar desse artigo, compartilhe com ele!

Postagens relacionadas